Vingança Natalina

Vingança Natalina

Olhei para a grande árvore e dei um suspiro. Há quantos anos não nos reunimos para essa data tão especial?
Vi meu irmão abraçando seus filhos e esposa enquanto abriam os presentes. Apesar de querer com todas as minhas forças que fosse mentira, a verdade é que eu sinto inveja deles. Muita inveja. Eles podem sorrir felizes por estar com saúde e juntos. Eu não posso. Não tenho família. Os perdi em um acidente, se é que posso chamar de acidente, já que eu tenho certeza que foi meu irmão que encomendou tudo, apesar dos policias dizerem que não havia nem uma possibilidade disso acontecer. Aquele desgraçado enganou a todos e me deixou como a paranóica. Quando falei que sabia de tudo ele começou a me perguntar sobre minha saúde mental e me colocou em um manicômio. Como se isso fosse me calar ou cessar minha ira. Depois de dez anos naquele lugar horrível, fui liberada quando falaram que eu fui curada da minha doença. Eu não estava doente. Perdi anos naquele muquifo por nada. Mas agora eu teria minha vingança.
Fui até a cozinha quando vi que eles já estavam sonolentos. Olhei o faqueiro e peguei a faca com a maior lamina. Isso vai ser interessante…

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s