Piano

Piano

-Hoje, houve outra manifestação que parou toda a Paulista. Essa foi do mês! Quando será que essa sequência de baderna irá terminar para termos paz em nosso país?–falou a repórter na televisão.
O que eles vêm nela? Aquela mulher, que mais parece uma boneca de tanta maquiagem na cara, não era só mais uma entre os outros? Por que eles não desligam essa porcaria de televisão? Por que há essa necessidade insana de ter companhia de algo não vivo, de ver coisas fictícias? Será que eles não gostam mais de me tocar? Será que meu som está estranho? Acho que não! Lembro vagamente que na ultima vez que tocaram alguma musica em mim ela saiu perfeita! O que há de errado?!
Quero voltar para a casa de seu Carlos! Lá todos conversavam a minha volta! Todos lá cantavam juntos enquanto eu soltava meus acordes. Todos lá riam de piadas que não precisavam de palavras obscenas para ser engraçadas! Será que essa geração ficou tão sem assunto que precisam ficar ouvindo os outros na televisão falarem para ter algo para conversar? Não sei. Mas como poderia? Sou somente um piano.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s